Buscar
  • dra. rita gonçalves

Triagem Neonatal => O que é?



O que chamamos de triagem neonatal, nada mais é do que a pesquisa de doenças ou situações clínicas que são assintomáticas ao nascimento, mas que podem ter um impacto negativo muito grande na saúde do seu bebê. Se diagnosticadas precocemente e tratadas, podemos diminuir ou eliminar a possibilidade de sequelas. Fazem parte dessa triagem: teste do pezinho, teste da orelhinha, teste do olhinho e teste do coraçãozinho.


# Teste do pezinho: realizado com uma pequena punção no calcanhar do bebê e adsorção do sangue em papel de filtro.O ideal é que seja feito entre o 3º e 5º dias de vida. A pesquisa básica envolve 6 doenças: fenilcetonúria (doença genética do metabolismo, que causa lesões graves no sistema nervoso), hemoglobinopatias (doenças sanguíneas que cursam com anemia e outras complicações), hipotireoidismo congênito (que impede o desenvolvimento adequado da criança), fibrose cística (doença genética com acometimento pulmonar grave), deficiência de biotinidase (doença genética que impede a absorção de uma vitamina essencial ao funcionamento do organismo e que se não tratada pode evoluir com sequelas graves) e hiperplasia congênita de suprarrenal (que causa síndromes clínicas por alterações de hormônios glico e mineralocorticoides ou de hormônios sexuais). Atualmente existem versões de teste do pezinho que possibilitam a detecção precoce de mais de 100 doenças, mas só estão disponíveis na rede privada, podendo ser solicitadas de acordo com a avaliação de seu pediatra.


# Teste da orelhinha: essa é a triagem auditiva. Problemas na audição podem evoluir com prejuízo na aquisição da linguagem, capacidade de comunicação e desenvolvimento cognitivo. O teste, também chamado de emissões otoacústicas evocadas, é rápido e de fácil execução. É feito através da emissão de um estímulo sonoro e na captação do eco (retorno) com análise gráfica. Pode estar alterado pela presença de vérnix ou secreções no ouvido, devendo ser repetido nessas situações. Persistindo a alteração, outros exames podem ser solicitados para melhor esclarecimento do caso.


# Teste do olhinho: triagem visual. É realizado para detectar opacificações que possam prejudicar a captação dos estímulos visuais pela retina do bebê. É simples e feito pelo próprio pediatra com uso de um aparelho que avalia o reflexo da luz no olhinho. É apenas uma triagem inicial, e toda criança deve ter um exame mais amplo realizado por oftalmologista até o 6º mês de vida.


# Teste do coraçãozinho: deve ser feito ainda na maternidade com 24-48h de vida. É simples, rápido e indolor, sendo capaz de detectar precocemente cardiopatias graves e que ameaçam a vida ainda no período neonatal se não abordadas corretamente.


Caso ainda tenha alguma dúvida, podemos conversar a respeito na próxima consulta.

9 visualizações

CONTATO

21 98351-9208

Rua Cel Moreira César, 229 - sala 303

Icaraí - Niterói/RJ

drarita@desenvolvimentoinfantil.com.br

  • Facebook ícone social
  • Instagram ícone social